meistudies, 1º Congresso Ibero-americano sobre Ecologia dos Meios - Da Aldeia Global à Mobilidade

Tamanho da fonte: 
A imagem fotográfica enquanto uma nova forma de escrita: Como o Instagram e as redes sociais demandam uma nova ecologia dos meios e propõem uma nova forma de comunicação.
Jefferson Barcellos, Denis Renó

Última alteração: 2019-03-09

Resumo Expandido (Entre 450 e 700 palavras)

INFORMAR SE PARTICIPOU DO CONGRESSO INTERNACIONAL COMERTEC


Uma das mais profundas e significativas mudanças que podemos acompanhar nos últimos anos é o crescente uso em alta escala das rede sociais e do ciberespaço, ora confundindo-se com o espaço real, trocas de dados virtuais que ancoram situações reais. Pouco coisa na atualidade se separa do que acontece no mundo virtual. Há uma junção plena dos dois caminhos em situações em que a vivências se confundem. Não raro o que é palpável, invade o campo binário dos gadgets em geral. Há uma profusão de mêmes, símbolos e sobretudo, montagens fotográficas. Levando com isso em maior escala, uma faixa etária na fase da adolescência a exercitar uma forma de comunicação toda voltada a troca de imagens. Fontcuberta, sobretudo em seu livro  "La Furia de las Imagens" aponta claramente que esse momento é a consolidação de um fenômeno que na leitura do autor, pode ser considerado como ao da pós fotografia.

O artigo vai discutir as possibilidades da utilização da fotografia e das redes sociais como ferramenta não apenas da troca de mensagens, mas também, como uma possibilidade de inserção de conteúdos para consumo através da imagem (fotografia) bem como essa nova maneira de diálogo se dá na contemporaneidade.

Para tanto vai se basear em autores que identificam as questões relativas a juventude, consumo e a nova ecologia dos meios proposta por esses novos suportes, Denis Renó, Carlos Scolari, Vicente Gosciola vão ser discutidos e serviram de base para novas leituras e também autores como Joan Fontcuberta, Lev Manovich nas questões contemporâneas sobre redes e imagem também dialogam com a proposta de discussão do presente artigo, assim como os já considerados históricos teóricos na questão da imagem como: Susan Sontag e Vilém Flusser, apontam as questões envolvendo análises conceituais sobre fotografia estática e suas nuances filosóficas e práticas.

Palavras-chave


Cine; Media Ecology; Audiovisual; Comunicação; Jornalismo; Publicidade;Fotografia móvel; Fotografia Estática

Texto completo:

PDF