meistudies, 1º Congresso Ibero-americano sobre Ecologia dos Meios - Da Aldeia Global à Mobilidade

Tamanho da fonte: 
Tecnologia no campo: whatsapp utilizado como ferramenta de comunicação entre produtores e extensionistas rurais em Mato Grosso do Sul
Aline Oliveira Silva, Daniela Cristiane Ota

Última alteração: 2019-01-18

Resumo Expandido (Entre 450 e 700 palavras)

INFORMAR SE PARTICIPOU DO CONGRESSO INTERNACIONAL COMERTEC


A comunicação rural brasileira desde que se consolidou em território nacional, em meados da década de 1950 registrou importante desenvolvimento na sociedade, ainda que muitas vezes seja comparada erroneamente com estratégias de marketing implementadas ao público rural, na forma de campanhas publicitárias e serviços de assistência técnica pós-vendas.

Embora tenha se destacado no setor produtivo a partir da modernização e tecnificação da atividade rural, o conceito é muito mais amplo e possui uma proximidade direta com a teoria do desenvolvimento rural. Neste sentido é importante reforçar o entendimento proposto por Juan Diaz Bordenave, que a definiu como “um conjunto de fluxos de informação, de diálogo e de influência recíproca existente entre os componentes do setor rural e os demais setores da nação afetados pelo funcionamento da agricultura (BORDENAVE, 1983, p.07)”.

Os principais personagens presentes nesta categoria de comunicação são a população rural, o Estados e as empresas relacionadas ao setor agropecuário. Para este público, o desenvolvimento rural gira ao redor da comunicação, pois, necessitam de informações factuais que influenciarão na tomada de decisões que começa na compra de insumos, técnicas de manejo até preços praticados nos mercados internos e externos.

Acompanhando a revolução comunicacional proposta pela implantação e diversidade de ferramentas oferecidas pelo ambiente virtual, o setor produtivo agropecuário busca diariamente formas de se comunicar, divulgar produtos, serviços e interagir com fornecedores e consumidores. Com este entendimento, o presente trabalho foi motivado por um programa de Assistência Técnica e Extensão Rural, desenvolvido desde 2014, no Estado de Mato Grosso do Sul (região Centro-Oeste), reconhecido como umas das unidades federativas com maior destaque na produção de matéria-prima vegetal e animal.

Denominado de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), a iniciativa foi desenvolvida pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), instituição ligada hierarquicamente à Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). A proposta é identificar e formar grupos com pequenos produtores rurais (agricultura familiar), que não têm acesso à extensão rural e às novas tecnologias. A metodologia utilizada pelos técnicos da instituição é pautada em cinco etapas: diagnóstico produtivo individualizado, planejamento estratégico, adequação tecnológica, capacitação profissional complementar e avaliação sistemática dos resultados.

Em Mato Grosso do Sul, cerca de 700 produtores familiares são atendidos em 44 municípios pelo programa, por intermédio de 110 profissionais de Ciências Agrárias e dividido nos seguintes segmentos: horticultura e fruticultura, pecuária de corte e leite, piscicultura, florestas plantadas e ovinocultura. O atendimento de assistência técnica e extensão rural é realizado gratuitamente, com visitas mensais com duração de 24 meses.

Foi verificado por meio de questionário direcionado aos técnicos de campo do Senar, qual a principal forma de comunicação com os produtores assistidos, no intervalo de tempo das pesquisas, e a resposta foi unânime ao afirmar que o whatsapp é fundamental na troca de informações de manejo e esclarecimento de dúvidas. A resposta mais utilizada foi que a troca de mensagens pelo aplicativo agiliza o processo de comunicação no atendimento dos extensionistas.

Na perspectiva do pesquisador norte-americano, Wilbur Schramm, que se dedicou a estudar a influência e o impacto da comunicação de massa em comunidades rurais ou de países em estágio atrasado de desenvolvimento econômico e tecnológico, a eficiência no processo comunicativo acontecerá positivamente, se for realizada por meio de um planejamento apurado, que reconheça as prioridades do grupo assistido (SCHRAMM, 1973).

Pontuando o conceito proposto por Manoel Castells, acerca da importância da informação e do conhecimento para a evolução da tecnologia na sociedade, é fundamental entendermos como se desenvolveu a conformação do atual paradigma tecnológico, o qual se organizou a partir de novas tecnologias da informação. “Ao transformarem os processos de processamento da informação, as novas tecnologias da informação agem sobre todos os domínios da atividade humana e possibilitam o estabelecimento de conexões infinitas entre diferentes domínios (CASTELLS, 2016 p.135) ”.

Desta forma pretende-se responder à questão formulada a partir da observação empírica do presente estudo de caso: Qual a importância da utilização do aplicativo whatsapp no trabalho do extensionistas rural? O objetivo é ainda em momento posterior, ampliar a pesquisa, ao buscar a resposta junto aos produtores rurais atendidos na assistência técnica.

 


Palavras-chave


comunicação rural; mídias digitais; aplicativos

Texto completo:

Apresentação  |  PDF