meistudies, 1º Congresso Ibero-americano sobre Ecologia dos Meios - Da Aldeia Global à Mobilidade

Tamanho da fonte: 
WhatsApp como Recurso no Processo Criativo: Desafios da Escola Contemporânea
Vilma Santos, Jamile Santinello, Eliane Marin

Última alteração: 2019-01-17

Resumo Expandido (Entre 450 e 700 palavras)

INFORMAR SE PARTICIPOU DO CONGRESSO INTERNACIONAL COMERTEC


Este trabalho busca por meio de estudo bibliográfico e análise de práticas pedagógicas realizadas por professores da rede pública de ensino, compreender qual a influência do aplicativo de mensagens móveis WhatsApp nas relações sócio/educacionais de jovens estudantes, além de promover a discussão sobre o desenvolvimento de processos criativos de aprendizagem que envolvem o aplicativo. Autores como Manoel Castells, Nelson de Luca Pretto, Pierre Lévy, Henry Jenkins, Palfrey e Gasser, orientam a pesquisa elucidando as questões abordadas. A sociedade contemporânea é regida pelas convergências midiáticas e tecnológicas que desnorteia padrões educacionais anteriormente refinados pela categorização do aprendizado formal. Com o advento da Internet e das redes interativas de comunicação, os conhecimentos restritos a livros catalogados em bibliotecas e às apertadas salas de aulas estão à disposição de praticamente todos, transcendendo tempos e espaços. Formas criativas e colaborativas de aprendizagem, como o aplicativo WhatsApp, deslocam  paradigmas que por muito tempo nortearam a educação formal. A informação passa a ter papel primordial na construção da sociedade contemporânea, onde os chamados Nativos Digitais, criam estratégias autônomas de aprendizagem. O aplicativo multi-plataforma WhatsApp integra-se ao cotidiano disponibilizando a troca de informações, vídeos, fotos, podcasts,  documentos, conversas em grupos, entre outros. Estes recursos, quando utilizados em salas de aula com fim pedagógico, permitem a diversificação e autonomia no processo de ensino e aprendizagem. Busca-se por meio de orientação bibliográfica e análise de resultados de ações realizadas por professores da rede públicas de ensino com o uso do aplicativo WhatsApp, proporcionando a discussão e proposição de atividades pedagógicas criativas que envolvam Tecnologias da Comunicação e da Informação.         Corrobora-se com uma fundamentação teórica que leve à compreensão das relações sócio/educacionais de jovens alunos com o aplicativo WhatsApp e os processos criativos de aprendizagem envolvidos no mesmo. Tenciona-se a análise de atividades com fim pedagógico, promovendo discussões que possibilitem a inserção das novas Tecnologias da Informação e da Comunicação em escolas públicas.A abordagem deste estudo será qualitativa, com pesquisa bibliográfica e análise de ações realizadas com o uso do aplicativo WhattsApp, com fim pedagógico, por  professores no do Colégio Estadual Profª. Leni Marlene Jacob, em Guarapuava, PR e de Escolas Municipais da cidade de Ponta Grossa, PR.  Em desconformidade com o modelo educacional que perdurou por tanto tempo, o impacto causado pela expansão tecnológica e informacional concebeu uma geração diferenciada, imersa em um mundo virtualizado que se orienta pela inteligência artificial e realidade aumentada. A escola vê-se desafiada diante de mudanças nunca antes vistas e busca novas formas de ensino e aprendizagem.Para tanto o uso do aplicativo WhattsApp com fins pedagógicos  na promoção do ambiente colaborativo, possibilita a alunos e professores estratégias de ensino e aprendizagem dentro do contexto tecnológico e midiático da sociedade contemporânea. Percebe-se que escolas que inserem em suas práticas estes recursos, conseguem criar teias de conhecimento, aguçando o interesse de seus alunos.

Palavras-chave: WhatsApp; interatividade; recurso pedagógico.

Referências Bibliográficas

CASTELLS, Manoel. O Poder da Identidade. Volume II. Tradução de Klauss Brandini Gerhardt. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

 

JENKINS, Henry. Cultura da Convergência: a colisão entre os velhos e novos meios de comunicação. Tradução Suzana Alexandria. - 2. ed. – São Paulo: Alef, 2009.

 

LÉVY, Pierre. Cibercultura. Tradução de Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Editora 34, 1999.

 

PRETTO, Nelson De Luca. Uma escola sem/com futuro: educação e multimídia. – 8. ed. rev. e atual. – Salvador: EDUFBA, 2013.

 

PALFREY, John; GASSER, Urs. Nascidos na era digital: entendendo a primeira geração de       nativos digitais. Tradução Magda França Lopes. Porto Alegre: Grupo A, 2011.


Palavras-chave


WhatsApp; interatividade; recurso pedagógico.

Texto completo:

PDF