meistudies, 1º Congresso Ibero-americano sobre Ecologia dos Meios - Da Aldeia Global à Mobilidade

Tamanho da fonte: 
Formação Continuada na Escola do Campo: Conectando-se com a Rede
Andrieli Dal Pizzol, Jamile Santinello

Última alteração: 2019-01-17

Resumo Expandido (Entre 450 e 700 palavras)

INFORMAR SE PARTICIPOU DO CONGRESSO INTERNACIONAL COMERTEC


No momento atual, especialmente por meio da eclosão das tecnologias e dispositivos móveis, a escola precisa adaptar-se a elas e os professores têm a necessidade de buscar formações continuadas. Castells (1999, p. 69) ressalta que: “O surgimento da sociedade em rede é resultado da interação dessas duas forças relativamente autônomas: o desenvolvimento de novas tecnologias e a tentativa da sociedade de reaparelhar-se com o uso do poder da tecnologia para servir a tecnologia do poder” Quando se refere às escolas do Campo, que muitas vezes são consideradas atrasadas e sem contato com o conhecimento produzido pela humanidade, ao contrário disso, as escolas do campo vêm acompanhando o desenvolvimento tecnológico recebem artefatos, porém, não recebem formações direcionadas para o seu uso. Como destaca Kerchhove (2009, p. 205) “Na era do livro, o controle da linguagem foi sempre privado, mas com as mídias eletrônicas o controle da linguagem torna-se público e oral. Com o advento da Internet temos o primeiro meio que é oral e escrito, privado e público, individual e coletivo ao mesmo tempo”.  Com o uso das ferramentas tecnológicas a expansão da comunicação e produção do conhecimento ganham forças.

Não se pode pensar que a inserção de tecnologias em escolas urbanas e rurais restringe-se apenas em entregar computadores, televisões, tablets e projetores de multimídia, tornando as escolas depósitos de artefatos em que os professores não recebam formações específicas e que tenham receio de utilizar tais objetos. Primo (2016, p.17) salienta que “O que se percebeu com a emergência das tecnologias de comunicação e informação é que a liberdade de expressão dos cidadãos pode ser potencializada via mídias digitais” Compreende-se que a inserção das tecnologias nesses espaços, além de possibilitar a melhoria da aprendizagem, propõem também espaços de comunicação e interação. Belusso e Pontrollo (2017, s/p) destacam que: “O acesso às tecnologias de modo concreto e real pode ser considerado como fomento necessário a educação do campo para auxiliar na reflexividade das condições de existência social”.

As Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) têm propiciado novas formas de organização e seguimento, flexibilização dos espaços e tempos e das interações entre os sujeitos e sujeitos, sujeitos e máquinas. De acordo com Lévy (1993) [...] “A metáfora do hipertexto[1]” é consagrada à informática de comunicação aquilo que ela tem de mais original em relação às outras mídias”, esse poder de ligar as pessoas uma com as outras, pessoa e máquinas.

A proposta deste trabalho visa analisar e planejar um curso de formação continuada, para professores da educação básica de escolas do campo em Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), a ser utilizado Moodle[2], refere-se de “um modelo em software livre, utilizado como ferramenta de apoio ao ensino e à aprendizagem” [3]. Para que isso ocorra, é necessário compreender a realidade local da instituição e quais artefatos tecnológicos possuem. Assim o trabalho permeia seus estudos sobre a relação entre cibercultura e as novas mídias, como Manovich (2005) lembra que a primeira está concentrada no social e na rede, já a segunda dedica-se ao cultural e na computação. Desta maneira, levam-se em consideração alguns dispositivos dos quais poderão ser utilizados na formação desses professores, sendo: câmera filmadora, projetor de multimídia, aparelho de som com microfone e notebook. A proposta inicial a ser ofertada compreende na organização de cursos online via Moodle, em que os docentes ao longo da formação deverão aplicar os conceitos e conhecimentos compreendidos com seus alunos e que possam retornar com um feedback. Após a realização do curso, serão realizadas analises qualitativas a respeito dos resultados obtidos.


[1] Trata-se de um sistema de informação, em que algumas palavras do texto encontram-se ligadas a outros documentos, quando a palavras é selecionada exibe o texto deste outro documento.

[2] Abreviação para Modular Object Oriented Distance Learning.

[3] Ver mais em: Plataforma Mooodle: entenda o que é e como funciona, por Marcelo Claro, 10 mai 2018. Disponível em: https://www.moodlelivre.com.br/3158-plataforma-moodle-entenda-o-que-e-e-como-funciona


Palavras-chave


Cibercultura; Escola do Campo; Formação continuada; mídias educacionais; Tecnologia Informação e Comunicação.

Texto completo:

PDF