meistudies, 2º Congresso Ibero-americano sobre Ecologia dos Meios - Mulher e Gênero no Ecossistema Midiático

Tamanho da fonte: 
A política paranaense, ainda, distante da representação da mulher no parlamento
Sergio Luiz Gadini

Última alteração: 2020-04-01

Resumo


O presente texto revela um retrato da presença da mulher na política paranaense, tomando por base os resultados eleitorais de 2018, que escolheram 30 representantes para Câmara de Deputados e 54 membros à Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), ambos ao mandado vigente entre 2019 e 2022. A constatação principal é que, embora a legislação vigente determine que partido/coligação inscreva ao menos 30% de candidaturas parlamentares (federais, estaduais e municipais) em cada disputa eleitoral, a realidade ainda está bem distante do que prevê a lei eleitoral. Enquanto a representação feminina se faz presente em 5 das 30 vagas ocupadas ao congresso nacional, a disputa ao parlamento estadual na atual legislativa registra apenas 4 mulheres entre os 54 mandatos na ALEP. Após uma descrição do cenário, com os dados disponibilizados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e diálogos com autores que discutem o assunto, o texto avalia outras relações (familiares e midiáticas) que influenciam a eleição das poucas mulheres em 2018 pelos 6,6 milhões de eleitor@s paranaenses que foram às urnas em 7 de outubro de 2018.

Palavras-chave


Eleição 2018; Disputa eleitoral no Paraná; Representação Política da Mulher

Texto completo: PDF